segunda-feira, 12 de julho de 2010

Ajude a salvar Sakineh Mohammadi Ashtian

A Anistia Internacional está pressionando as autoridades iranianas pelo não apedrejamento de Sakineh Mohammadi Ashtian, de 43 anos. 



Sakineh é acusada de adultério, foi julgada de acordo com as leis iranianas e condenada a morte. 

Nos últimos dias o Irã divulgou que a mulher não será apredrejada até a morte. Porém, a Anistia teme ainda que ela seja enforcada, segundo rumores. 

Os líderes iranianos afirmam que seu código penal está em reformas e que o caso está sendo revisto, portanto, aguardando posição da Corte.

Nada pode salvar mais a vida de Sakineh do que a pressão internacional exercida pelas OIGs e por ativistas do mundo inteiro. Caso você queria contribuir de alguma forma, entre no site da Anistia Internacional e se informe sobre as ações.

7 comentários:

Lúcia Andrade disse...

Oi, Rafaela. Vi vc divulgando o assunto na internet. Vou ajudar no q puder. parabens pel blog!!! abraços.

Gael disse...

Comovente a vida dessas mulheres. Fico imaginando como eu seria se vivesse lá. Mas não consigo chegar a nenhuma conclusão. Não dá pra pensar assim né...

Vou divulgar onde puder. Bjs!

Anderson Rocha disse...

cheguei aqui pelo blog Todos os Fogos. Adorei. Vou adicionar nos favoritos.

Major disse...

Que absurdo. Sempre que surpreendo com essas histórias do Oriente Médio.

Márcia Lima disse...

Eu vi seu blog na lista dos acessados. Tks pelo email de retorno!

Rafael Oliver disse...

Incrível. Fico me perguntando porque ainda há países com leis tão absurdas como essas, em pleno século XXI. Entendo que os costumes e cultura locais devam ser respeitados, mas casos como esse, tais países ultrapassam os limites de um direito humano tão fundamental. Reciclagem já!

Rafaela Rodrigues disse...

Olá para todos! Obrigada pela visita e pelas indignações. Quanto mais divulgarmos essas coisas, mais chances temos que mudar o mundo. O trabalho de formiguinha funciona sim, e é assim que a Anistia Internacional hoje é o que é.